Make your own free website on Tripod.com

 

 

    Tal como o ser humano, o porquinho-da-índia não fabrica a sua própria vitamina C pelo que precisa de a obter através da sua alimentação. Como o seu porquinho vai estar dependente daquilo que você lhe fornecer para comer, é indispensável que não se esqueça deste aspecto fundamental na escolha dos seus alimentos. Uma das principais fontes de vitamina C são os vegetais (como a couve, o tomate, etc) e também a fruta, apesar de algumas rações próprias conterem um suplemento desta vitamina. Contudo, é sempre preferível fornecê-la através de vegetais frescos ao invés de ração, já que a última acaba por engordar o porquinho quando em demasia e eles não precisam de mais razões para justificar as suas barriguinhas.

Vegetais - couve portuguesa (que eles preferem à galega), agriões, cenoura, tomate, pepino, salsa, aipo, chicória, folhas de couve-flor, bróculos (não a flor mas os "pés" que têm maior valor nutritivo), etc. É preciso ter cuidado com a alface (mais vale evitar até porque não tem elevado valor nutritivo e pode causar diarreia), os espinafres e também as batatas, os quais podem ser prejudiciais.

Dose: Uma hipótese é fornecê-los duas vezes por dia (juntamente com a fruta), uma de manhã e outra ao fim da tarde ou noite. NUNCA deixar na gaiola vegetais que não tenham sido ingeridos uma vez que podem causar diarreia.

 

 

 

Ração seca - Existem muitas variedades, específicas para porquinhos-da-índia, disponíveis no mercado. Neste momento a marca Prestige Premium é talvez uma das melhores, podendo-se optar entre Cavia Nature ou Crispy C (de evitar a ração de tipo Snack  que não é tão nutritiva).

Dose: Há quem aconselhe uma colher de sopa diária por porquinho; no meu caso, tendo dois porquinhos, disponibilizo uma taça de tamanho médio todos os dias (ao fim do dia já está vazia mas só volto a encher na manhã seguinte).

 

Alfalfa - Esta pode ser fornecida a fêmeas grávidas ou a porquinhos em crescimento. Nunca deve substituir o feno pois contém níveis elevados de cálcio, mas pode ser dada de vez em quando para complementar a alimentação.

 

Frutas - maçã, pêra, laranja, uvas, melão, meloa, melancia, banana,  pêssego, etc. Um aspecto IMPORTANTE no que toca à MAÇÃ: alguns porquinhos não as podem comer pois podem ganhar feridas nos cantos da boca. Seja ou não um deste casos, corte sempre a maçã em cubos pequenos de modo a que o seu animal possa ingeri-los sem ter de os trincar. Isto vai certamente evitar-lhe problemas.

É conveniente não exagerar na fruta já que esta é rica em açúcar.

Feno - É um dos principais responsáveis pela manutenção dos molares e pré-molares nos níveis normais, bem como pelo bom funcionamento do sistema digestivo. O cheiro e cor verde são indicadores de qualidade, pelo que se devem evitar os mais amarelados que fazem lembrar palha. Existem também diversas marcas disponíveis no mercado.

Dose: Sempre à disposição.

Água - É conveniente que a água seja mudada e o bebedouro limpo frequentemente com, por exemplo, uma escova própria para biberões. Isto evitará o aparecimento de bactérias e, consequentemente, problemas de diarreia.

 

 

Pedras de sal - Apesar de alguns porquinhos não mostrarem qualquer interesse por pedras de sal, os meus são loucos por elas! Se forem colocadas perto do bebedouro, lambem-nas vezes sem conta, alternando com goles de água.

Visite o álbum e deixe as suas fotos:
Free Photo Albums from Bravenet 

Último update: 7 de Março

®Os 3 Porquinhos 2004-6

Assine o Livro de Visitas:
Free Guestbook from Bravenet 
Marque a sua localização no Mapa: 
Free Guestmap from Bravenet